Vai ficar mais fácil tirar o passaporte, garante o governo

Segundo o governo, informações como comprovantes de pagamento, quitação com a Justiça Eleitoral e certificado de reservista, ficarão em um banco de dados. Sistema de estar concluído até o fim de 2018.

A medida tem por objetivo diminuir a tradicional burocracia na hora de adquirir o documento. (Foto-Ilustração)

Casa Civil anunciou nesta quarta-feira uma medida que tem como objetivo facilitar os pedidos de passaporte.

LEIA TAMBÉM: Quais os vistos mais utilizados por brasileiros que mudam para os Estados Unidos

LEIA TAMBÉM: Como tirar a carteira de motorista nos EUA

LEIA TAMBÉM: Como abrir uma conta bancária nos EUA

Segundo o governo, os comprovantes de pagamento da taxa cobrada, de quitação com a Justiça Eleitoral e o certificado de reservista continuarão a ser exigidos, mas passarão a constar de um banco de dados ao qual a Polícia Federal terá acesso.



O objetivo, de acordo com a Casa Civil, é iniciar as mudanças ainda em dezembro deste ano e concluir a implementação do banco de dados em todo o país até o fim de 2018.

Procuramos a Polícia Federal e aguardava mais informações até a última atualização desta reportagem.

Conforme informou o governo, os documentos exigidos para a emissão do passaporte continuam os mesmos:

  • RG

  • CPF

  • Comprovante de naturalidade

  • Foto

  • Dados biométricos

O banco de dados está entre as iniciativas do programa Brasil Eficiente, do governo federal.

Agendamento online no SUS.

Outra medida anunciada pelo governo nesta quarta é o agendamento online de consultas no Sistema Único de Saúde (SUS).

Segundo a subchefe de articulação e monitoramento da Casa Civil, Natália Marcassa, até o fim deste ano o serviço deverá estar disponível em 21 municípios.

LEIA TAMBÉM: Como é o processo de deportação de imigrantes ilegais nos EUA

LEIA TAMBÉM: Qual a situação dos “Dreamers” brasileiros nos EUA

LEIA TAMBÉM: Como conseguir uma bolsa de estudos como atleta em uma universidade americana

Centenas de pessoas todos os anos são obrigadas a desistir ou retardar os planos de viajar por causa do atraso no processo do passaporte. (Foto-Ilustração)
Brasil Eficiente

As medidas foram anunciadas pela Casa Civil durante a apresentação do balanço das ações do Conselho Nacional para a Desburocratização – Brasil Eficiente.

Comandado pelo ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, o Brasil Eficiente foi criado em março e instalado em junho. A partir de projetos e metas, o conselho tem como objetivo simplificar processos na administração pública, melhorar a prestação de serviços e reduzir custos.

Segundo o balanço, o governo federal concluiu até agora 42 das 222 iniciativas propostas.

Por G1


VIDA EUA: Como viajar dentro dos Estados Unidos

VIDA EUA: Os 10 maiores obstáculos para brasileiros que mudam para os Estados Unidos

os mais lidos284 times!

COMPARTILHAR