Tensão fora de campo. Os pais que acompanham os filhos nas partidas de futebol

Vamos começar com aqueles pais que acham que sua análise tática do jogo é tão valiosa que deve ser compartilhada com todos a qualquer custo, e por muitas vezes até, com um tom de decepção ou de frustração. 



Parents on Sidelines

Na verdade é tão importante, que não pode mesmo esperar até que a criança confirme que está pronta para a conversa, ou mesmo, interessado nela. E assim acontece no carro, imediatamente após o jogo. Você sabe disso, afinal esse pai, pode ser você.

LEIA TAMBÉM: Vale a pena tentar a vida como jogador de futebol profissional nos Estados Unidos

LEIA TAMBÉM: Porque a MLS não contrata jogadores pagando fortunas, como faz a China

LEIA TAMBÉM: Os melhores mercados do futebol nos Estados Unidos

O que dizer sobre aqueles pais, que sempre tem certeza absoluta, que sempre sabem mais sobre a estratégia de jogo e desenvolvimento do jogador do que o próprio treinador. Então por que escolhem se sentar do lado de fora, junto dos outros pais e não se voluntariar e virar treinador de verdade?

O fato é que, danos são causados no seu filho, o fazendo desacreditar da figura de autoridade com quem estão confiando seu filho. É o que acontece cada vez que se verbaliza um desentendimento em direção as técnicas ou as estratégias do treinador.

VIDA EUA: A importância de continuar falando Português nos Estados Unidos

VIDA EUA: 3 coisas que se aprende em 5 anos nos Estados Unidos

hqdefault

Geralmente nos surpreendemos quando não há essa negatividade vinda da linha lateral. O cérebro humano tem inerentemente o que é conhecido como “Viés da Negatividade” – que significa que as pessoas tendem a pensar inicialmente sobre os aspectos negativos antes de qualquer outra coisa. Essa tem sido uma coisa boa ao longo do tempo, já que este tipo de pensamento tem ajudado os seres humanos desde o início, em sua luta pela sobrevivência, protegendo-nos de predadores, plantas e situações perigosas. Mas queridos pais, é hora de alinhar nossos pensamentos quando se trata de a evolução da relação PAI/FILHO  dentro do esporte. Pois com o tempo, nossos “bebês” tornaram-se mais inteligentes como seres humanos, beneficiando muitos estudos de psicologia e projetos de investigação que provaram o poder de apoio, positividade e otimismo.

Por RALF FURTADO


VIDA EUA: Como morar barato nos Estados Unidos
VIDA EUA: Os 10 maiores obstáculos para brasileiros que mudam para os Estados Unidos

os mais lidos183 times!

COMPARTILHAR