Técnico de football salva alunos se fazendo de Escudo-Humano na High-School

Por RALF FURTADO.

O assistente de treinador de futebol americano da Marjory Stoneman Douglas High School morreu protegendo diversos estudantes, durante o tiroteio que matou 17 e feriu outros na escola sul da Flórida na quarta-feira.

Aaron Feis, também era guarda de segurança, “Ele se atirou na frente dos alunos quando foi baleado, morreu com um herói, ele sempre estará em nossos corações e memórias”, disse um tweet do time de futebol da escola.

LEIA TAMBÉM: 17 estudantes mortos e 14 feridos por ex-aluno de High-School na Flórida

LEIA TAMBÉM: Aluno de 15 anos mata 2 e fere 19 em escola nos EUA

LEIA TAMBÉM: Bêbado é preso e diz que viajou no tempo para alertar sobre invasão alienígena

As famílias dos alunos foram até a porta da escola em busca de notícias. (Foto-CBS)

Durante o tiroteio, 12 pessoas foram mortas dentro da escola; 2 fora do prédio; 1 em uma rua próxima e 2 morreram no hospital. O alarme de incêndio foi disparado por volta das 14h30, pouco antes do final das aulas, e os tiros começaram em seguida.

O atirador foi identificado como um ex-aluno da Stoneman Douglas High School. Ele teria 19 anos e agiu sozinho. Um alarme de incêndio foi disparado por volta das 14h30, pouco antes do final das aulas, e os tiros começaram em seguida.

A polícia informou que o atirador identificado como Nikolas Cruz, foi expulso da instituição. Ele usou uma arma AR-15 no crime e vestia uma máscaras de gás sobre o rosto, um chapéu preto e calça e blusa marrons, e tinha vários cartuchos de munição.

VIDA EUA: 3 coisas que se aprende em 5 anos nos Estados Unidos

VIDA EUA: Os 10 maiores obstáculos para brasileiros que mudam para os Estados Unidos

 

 

os mais lidos245 times!

COMPARTILHAR