Passageira viaja de avião com pônei como animal de apoio emocional no EUA

Uma passageira viajou em voo da American Airlines de Chicago (Illinois, EUA) a Omaha (Nebraska, EUA) acompanhada de um pônei usado como animal de apoio emocional.

LEIA TAMBÉM: Cinzas da avó podem ter virado biscoito e distribuídos em escola dos EUA

LEIA TAMBÉM: United manda para o Japão cão que deveria ir para o Missouri

LEIA TAMBÉM: Professora é presa após sexo com três alunos adolescentes na Carolina do Norte

Pônei Flirty faz sucesso com tripulantes de voo da American Airlines Foto: Reprodução/Instagram(flirty.the.mini.service.horse)

 

A passageira não foi identificada, mas o pônei, sim. Flirty causou estranhamento entre outros passageiros, mas fez sucesso entre tripulantes.

A dona de Flirty disse na página que mantém no Instagram para o animal que não pode ter o apoio emocional de um cão por ser alérgica. Ela afirmou que treina equinos.

Acompanhantes animais são autorizados em voos a passageiros que tem problemas psicolóicos, como depressão e ansiedade. São diferentes de animais que funcionam como guias, destinados a deficientes físicos. Os animais precisam ser registrados no Departamento de Transporte dos EUA.

Empresas aéreas podem ser multadas se separarem passageiros dos seus animais.

Assista abaixo ao pônei embarcando em Chicago:

Em 2016, uma passageira virou notícia após viajar com um peru como apoio emocional em voo da United Airlines nos EUA:

Peru usado como animal de apoio emocional durante voo nos EUA (Foto: Reprodução)

VIDA EUA: Como morar barato nos Estados Unidos

VIDA EUA: Os 10 maiores obstáculos para brasileiros que mudam para os Estados Unidos


os mais lidos46 times!

COMPARTILHAR