Mãe é presa por se casar com a própria filha em Oklahoma

Por BBC.

O caso muito estranho levantou muita polêmica no estado norte-americano de Oklahoma, nos Estados Unidos.

Um caso atípico esta gerando muita polêmica no estado norte-americano de Oklahoma, nos Estados Unidos. Uma mulher, que já havia se casado com o próprio filho, foi condenada por se casar novamente, só que agora, foi com uma de suas filhas. Patrícia Spann, de 44 anos, acabou de ser condenada, junto à filha Misty Spann, de 26 anos, a um total de 10 anos de reclusão.

LEIA TAMBÉM: Brasileiros não se consideram “LATINOS” nos EUA

LEIA TAMBÉM: Estupro e Pedofilia, como os Estados Unidos lidam com esses tipos de crimes

LEIA TAMBÉM: Os 10 maiores obstáculos para brasileiros que mudam para os Estados Unidos

Filha e mãe, Misty e Patricia Spann se casaram ilegalmente (Foto-Facebook)

Ela já havia sido alvo de polêmicas em 2008, ao assumir um matrimônio com o próprio filho, Jody Spann Jr, na época com 18 anos. A união acabou anulada em 2010, depois de eles passarem 15 meses juntos.

O novo incesto foi descoberto durante investigação da vara de bem-estar infantil. Para as autoridades, no entanto, havia consciência por parte da jovem de que estaria se casando com sua própria mãe, isso porque após a polêmica com o casamento com o primeiro filho, Misty e outro irmão, Cody Donald, foram criados pela avó paterna, depois que Patrícia perdeu a guarda deles.

Além de seu período de prisão emitido na terça-feira, Patricia Spann deverá responder por mais oito anos de liberdade condicional e deve se registrar como um “sex offender” após ser colocada em liberdade.

De acordo com a lei estadual, o casamento com um parente próximo é considerado incesto, independentemente de existir uma relação sexual.

VIDA EUA: Nos Estados Unidos, existe preconceito com brasileiros?

VIDA EUA: 3 coisas que se aprende em 5 anos nos Estados Unidos

os mais lidos272 times!

COMPARTILHAR