Horário de verão começa neste domingo nos Estados Unidos

Por RALF FURTADO.

Neste domingo (11), todos os relógios deverão ser adiantados em uma hora a partir das 2 da manhã.

Com a mudança, o horário de estados como a Flórida e New York, que estão no chamado Eastern Time, terão apenas uma hora de diferença para o horário oficial do Brasil, “Hora de Brasília’. No restante dos EUA, apenas os estados do Arizona e do Havaí e os territórios de Porto Rico, Samoa Americana e Ilhas Virgens não adotam o sistema.

No domingo (11), os moradores nos Estados Unidos e Canadá deverão adiantar os seus relógios em 1 hora. (Foto-Ilustração)

LEIA TAMBÉM: Brasileiros não se consideram “LATINOS” nos EUA

LEIA TAMBÉM: Nos Estados Unidos, existe preconceito com brasileiros?

LEIA TAMBÉM: Imigrantes sem documentos falam do muro invisível da era Trump

Relógios para trás ou para frente?

“Primavera para a frente, outono pra trás” (“Spring forward, fall back”) é um dos pequenos provérbios usados para lembrar a maneira de configurar seu relógio. Você ajusta o seu relógio para a frente 1 hora na primavera quando DST (Daylight Saving Time) começa (= perde 1 hora) e volta 1 hora quando DST termina no outono (= ganha 1 hora).

Alterar o relógio uma hora adiante fará com que as pessoas acordem mais cedo, entretanto, permitirá que elas aproveitem mais a luz do dia e economizem mais energia, até que os relógios voltem uma hora a menos, para o horário padrão, no domingo de 4 de novembro de 2018.

Baseado em uma proposta aprovada pelo Congresso, o “Energy Policy Act of 2005”, exige que duas vezes ao ano o horário dos relógios seja alterado para que seja aproveitada 1 hora de luz por dia.

O DST é praticado em mais de 70 países no mundo e foi ideia de Benjamin Franklin que propôs a mudança de horário em 1784, uma forma de economizar energia utilizada primeiramente pela Alemanha em 1916. Conhecido como “tempo rápido” nos EUA, o DST virou lei em março de 1918. A legislação foi anulada um ano depois, mas foi reinstaurada no início da Segunda Guerra Mundial até 1945. Já em 1966, a lei voltou a existir na forma do “Uniform Time Act”, o qual o Congresso mudou para 23 de fevereiro em 1974, em meio à uma crise de energia.

VIDA EUA: Nos Estados Unidos, existe preconceito com brasileiros?

VIDA EUA: 3 coisas que se aprende em 5 anos nos Estados Unidos

os mais lidos831 times!

COMPARTILHAR