Furacão Irma chega ao estreito da Flórida e deve ganhar força.

O centro do furacão Irma deixou a costa de Cuba e entrou no estreito da Flórida por volta das 7pm, segundo a Associated Press.




Florida se prepara para a chegada do furacão Irma. (Joe Raedle/AFP)

A temperatura amena da água na região, cerca de 30 graus Celsius, deve dar mais força ao fenômeno.

O furacão passou para a categoria 3 durante o dia, com ventos a 201 km/h. No entanto, Dennis Feltgen, porta-voz e meteorologista do Centro Nacional de Furacões, disse que o Irma já dá sinais, em altitudes elevadas, de que vai ganhar força.

Segundo previsões, o fenômeno pode chegar ao Estado da Geórgia, na segunda, ainda como furacão.

LEIA TAMBÉM: As 10 cidades mais seguras da Florida para furacões
LEIA TAMBÉM: Furacões no Atlântico Norte batem recordes em 2017



A área sombreada em vermelho indica o caminho potencial do centro do ciclone tropical. Note-se que os impactos (particularmente fortes chuvas, altas ondas, inundações costeiras) com qualquer ciclone tropical podem se espalhar além do caminho previsto. (Ilustração-Weather.com)

Pelo menos 76 mil pessoas estão sem energia na Flórida devido à chuva e fortes ventos causados pela aproximação do furacão Irma, segundo o governador do Estado, Rick Scott.

“A tormenta está aqui”, disse Scott. “As ondas vão chegar depois do vento. Não pensem que tudo termina quando o vento passa.”

LEIA TAMBÉM: As 10 cidades mais seguras da Florida para furacões
LEIA TAMBÉM: 23 vôos entre Brasil e a Flórida já foram cancelados por causa do Furacão Irma

Scott afirmou na noite deste sábado, que as quedas de energia devem aumentar com a aproximação do furacão. A Florida Power and Light calcula que “4,1 milhões de usuários ficarão sem eletricidade por causa de Irma.”

Ao menos 6,3 milhões de moradores da Flórida receberam ordem para se retirar diante da chegada de Irma. As autoridades alertam para fortes ventos e ondas que podem superar os 4,5 metros sobre o nível normal do mar em um estado sem elevações geográficas.

Por AFP


VIDA EUA: Nos Estados Unidos, existe preconceito com brasileiros?
VIDA EUA: 3 coisas que se aprende em 5 anos nos Estados Unidos

os mais lidos9326 times!

COMPARTILHAR