Fernanda Lima diz que nunca lavou tanta louça como agora nos EUA

Por ESTADÃO.

Morando nos Estados Unidos com a família, Fernanda Lima que está curtindo uma temporada no Brasil, aproveitou para jogar volei de praia e falou um pouco sobre as diferenças da vida em família nos EUA.

LEIA TAMBÉM: Silvio Santos é reconhecido em supermercado em Orlando

LEIA TAMBÉM: Gugu mostra o filho realizando trabalho voluntário na Florida

LEIA TAMBÉM: Galvão Bueno fala da vida da família nos Estados Unidos

Nesta segunda-feira (26 de março), a apresentadora do “Amor & Sexo” foi fotografada jogando vôlei na praia de Ipanema, Zona Sul do Rio de Janeiro, onde mostrou que o esporte é um bom aliado para manter a barriga definida.

Morando na Califórnia com o marido Rodrigo Hilbert e os filhos João e Francisco, de nove anos, a apresentadora Fernanda Lima disse em evento realizado em São Paulo que está fazendo muito mais tarefas domésticas lá do que quando morava aqui e está usando a experiência para ensinar seus filhos a se virarem sozinhos.

“Aqui no Brasil, nós temos a cultura de terceirizarmos tudo. A correria da vida e as circunstâncias fazem a gente ter motorista, babá, cozinheira, empregadas domésticas”, disse Fernanda. “Apesar de eu ter pessoas que amo trabalhando comigo, precisei dar um tempo. Achei que as crianças precisavam ter essa experiência, a gente também. Tenho lavado tanta louça que acabou até minha unha. Gente, eu lavava louça, mas não tanta”, brincou.

Fernanda Lima e Rodrigo Hilbert colocam os filhos, Francisco e João, para ajudarem nas tarefas de casa: ‘Lá é: ‘Vamos lavar roupa, vamos tirar as coisas do chão, vamos arrumar a cama, tirar o prato da mesa, lavá-lo” (Foto: AGNews)

A apresentadora também disse que a adaptação para seus filhos nessa vida sem ‘glamour’ está sendo um pouco complicada. “Lá é: ‘vamos lavar roupa, vamos tirar as coisas do chão, vamos arrumar a cama, tirar o prato da mesa, lavá-lo’. Está sendo muito difícil para eles, porque por mais que eu tentasse exercitar isso em casa, no fim eles sabiam que alguém ajudaria”, continuou. “E hoje não, eles entendem que a responsabilidade pelas coisas deles é deles mesmos. Se vai ter aula de futebol, eles sabem que quem vai arrumar a mochila são eles. Está sendo bastante interessante exercitar os exercícios domésticos, queria muito que eles tivessem consciência”, finalizou.

VIDA EUA: Como morar barato nos Estados Unidos

VIDA EUA: Os 10 maiores obstáculos para brasileiros que mudam para os Estados Unidos

 

os mais lidos618 times!

COMPARTILHAR