Ele tem 16 anos, lança a 94 milhas por hora, vale US$ 1,5 milhão e é do Brasil !!!

A espectiva de uma bola rápida de 150 km por hora é sempre motivo de atenção, mas quando vem de um menino de 16 anos de idade, de um país com pouca tradição de beisebol, isso chama muito mais atenção. O arremessador Eric Pardinho, de apenas 16 anos, foi contratado pelo Toronto Blue Jay




O Brasil já conseguiu ir longe no beisebol, um esporte distante das tradições do país. No dia 6 de julho, viveu um momento marcante quando Eric Pardinho, um menino de 16 anos de idade, assinou um robusto contrato com o Toronto Blue Jays, da MLB, a principal liga dos Estados Unidos. Ele iniciou um longo processo até ter a chance de jogar entre os melhores do mundo. Considerado um dos jovens mais promissores de sua geração, ele acertou um contrato de US$ 1,5 milhão.

LEIA TAMBÉM: Desde 2002, Brasil não fica tanto tempo sem jogador escolhido no Draft da NBA

Eric assinou contrato em um evento organizado no hotel Hilton, em São Paulo. Foi o maior bônus já recebido por um brasileiro. Antes, o recorde era de Luis Gohara, com US$ 880 mil na negociação para defender o Seattler Mariners, em agosto de 2012.

Pardinho foi monitorado por bastante tempo pela MLB. Produto do centro de treinamento de Ibiúna, ele consegue arremessos de mais de 150km/h e teve boa participação, atuando pela seleção brasileira nas eliminatórias do World Baseball Classic, em março deste ano, em Nova York. Onde muitos olheiros marcaram presença para confirmar a velocidade de sua bola, utilizando pistolas de radar de velocidade.






Nsse processo de evolução, Pardinho só estará liberado para atuar profissionalmente nas ligas menores organizadas pela MLB a partir de janeiro de 2018, quando ele completará 17 anos. A primeira parada deve ser a República Dominicana, em uma competição que conta apenas com calouros. Depois, o caminho segue para a A-Short, A, A-Advanced, Double A, Triple A e finalmente a MLB.

LEIA TAMBÉM: Brasileiro faz sucesso jogando apenas 10 Min por temporada na NFL

Pardinho segue o caminho tomado por Christian Pedrol, de 17 anos. Ele assinou contrato com o Seattle Mariners no dia 10 de maio deste ano e já está na República Dominicana para defender o clube que é braço do seu time na MLB, e se chama DSL Mariners.

O Brasil conta com uma série de jogadores nas ligas menores. O arremessador Thyago Vieira, também ligado aos Mariners, defende o Arkansas Travelers, da Double-A, e jogará o Future All-Stars, um dos eventos do fim de semana do All-Star Game da MLB, entre 9 e 11 de julho, em Miami.





VIDA EUA: Você sabe o que é uma Soccer Mom?

VIDA EUA: As maiores diferenças do futebol infantil nos Estados Unidos e no Brasil

 

os mais lidos441 times!

COMPARTILHAR