Avó acusada de homicídio após a neta ser morta a facadas e depois queimada no forno

Por Wesh2.

A morte de uma menina de 1 ano e 8 meses encontrada morta a facadas e depois  queimada dentro de um forno em uma casa no Delta do Mississippi, levou a própria avó a ser acusada de assassinato na terça-feira, disseram as autoridades.

LEIA TAMBÉM: Ataque a tiros deixa dez feridos em condomínio nos EUA

LEIA TAMBÉM: Mãe atira no próprio filho que se recusou a ir à escola em Detroit

LEIA TAMBÉM: Polícia mata homem que dizia estar armado em hospital de Orlando

O xerife do condado de Bolivar, Kelvin Williams Sr., disse que Carolyn Jones, de 48 anos, foi acusada de assassinato em primeiro grau pela morte de Royalty Marie Floyd, na cidade de Shaw.

“Estou nesse trabalho como policial há 25 ou 26 anos”, disse Williams à Associated Press. “Esta é uma das coisas mais horríveis que já presenciei como policial. A parte mais difícil … é saber que uma criança foi a vítima.”

Ele disse que as autoridades não descobriram imediatamente o que havia ocorrido, pois não imaginavam que o corpo encontrado era da neta da mulher.

A avó esteve na terça-feira à noite perante um juiz, que estabeleceu fiança de U$ 500 mil. Ela permaneceu presa pois não se sabia se ela tinha um advogado que pudesse defendê-la.

Os oficiais da delegacia local disseram que a menina morava com a avó e que a mãe morava em outro lugar.

O xerife do condado de Bolivar, Kelvin Williams, à esquerda, fala aos repórteres durante a coletiva de imprensa, terça-feira, 16 de outubro de 2018, em Shaw, Mississippi, sobre a menina de 1 ano e 8 meses encontrada morta em um forno. (Foto: Leah Allen, AP)

Williams disse que o irmão da avó encontrou o corpo na noite da segunda-feira e ligou para a polícia em Shaw, uma cidade de cerca de 2.000 habitantes, aproximadamente 100 quilômetros a noroeste de Jackson. A polícia, por sua vez, chamou o escritório do xerife e pediu reforços para solucionar o caso.

Warren Strain, porta-voz do Departamento de Segurança Pública do Mississippi, disse que os investigadores ainda estão procurando a causa da morte da menina, bem como quando exatamente a menina morreu e se isso foi antes de ela ser colocada no forno.

“Enquanto a causa oficial da morte ainda está sob investigação, as autoridades têm motivos para acreditar que a criança foi esfaqueada e queimada”, disse Williams ao WREG.

O corpo da criança foi enviado para o laboratório criminal estadual em Pearl para uma autópsia, Williams disso que os resultados da autópsia ainda não foram concluídos.

A avó foi presa quando a polícia chegou na casa e passou a noite à interrogando enquanto o processo ficava pronto, disse o xerife.

“Ela era a única pessoa que estava lá com a criança durante o ocorrido”, disse Williams.

As autoridades disseram que não tinham informações imediatas sobre as circunstâncias que levaram à morte da criança.

“É difícil dizer”, disse Williams. “Nós não sabemos.”

O xerife disse que a acusação de homicídio foi arquivada após consultas com a promotora do condado de Bolivar, Brenda Mitchell.

Os vizinhos disseram que raramente viam alguém entrando e saindo de casa.

 

VIDA EUA: Como morar barato nos Estados Unidos

VIDA EUA: Os 10 maiores obstáculos para brasileiros que mudam para os Estados Unidos


COMPARTILHAR