Atirador deixa 2 mortos e 4 feridos em estúdio de ioga na Flórida

Por Agencia EFE.

Atirador cometeu suicídio depois de atirar em cinco das 11 pessoas que faziam aula; uma das vítimas morreu em hospital e as outras estão em condições críticas. Homem agiu sozinho e foi identificado como Scott Paul Beierle, de 40 anos, segundo informou o Departamento de Polícia de Tallahassee.

LEIA TAMBÉM: Ataque a tiros deixa dez feridos em condomínio nos EUA

LEIA TAMBÉM: Mãe atira no próprio filho que se recusou a ir à escola em Detroit

LEIA TAMBÉM: Atirador abre fogo em sinagoga e deixa 11 mortos e 6 feridos nos EUA

As duas pessoas mortas em Hot Yoga Tallahassee foram identificadas como Dra. Nancy Van Vessem, 61, e Maura Binkley, 21. (Imagem-CBS)

Duas pessoas morreram e outras quatro estão em “condições críticas” após um tiroteio ocorrido nesta sexta-feira (2) em um estúdio de ioga em Tallahassee, na Flórida, informou a polícia local.

Segundo o chefe de polícia, Michael DeLeo, um dos mortos é o autor dos disparos, que supostamente se matou após cometer o ataque, ocorrido por volta das 17h30 (18h30 em Brasília).

Em uma breve declaração aos jornalistas no local, DeLeo afirmou que um dos cinco feridos morreu depois em um hospital local ao qual foi transferido.

Os outros estão internados em “condições críticas” e os agentes se encontram no processo de informar seus familiares.

“Toda a evidência indica que se trata do ato de uma só pessoa e que atualmente não há ameaça imediata na região”, acrescentou o chefe de polícia, que não falou sobre as possíveis motivações do ataque.

Pouco antes, Alison Faris, uma porta-voz do município, havia afirmado que o responsável pelos disparos está morto como resultado de “um ferimento de bala autoinfligido”, segundo o jornal local “Tallahassee Democrat”.

Policiais são vistos em frente ao estúdio de ioga onde um atirador abriu fogo na tarde de sexta-feira (2), em Tallahassee, na Flórida — (Foto: AP Photo/Steve Cannon)

O tiroteio fez com que o prefeito da cidade, o democrata Andrew Gillum, que está em plena corrida eleitoral pelo governo estadual, suspendesse temporariamente sua campanha e felicitasse a “rápida resposta” das forças de segurança locais.

“Nenhum ato de violência armada é aceitável”, escreveu Gillum na sua conta do Twitter, na qual informou que estava retornando à capital da Flórida.

As duas pessoas mortas no Hot Yoga em Tallahassee foram identificadas como Dra. Nancy Van Vessem, de 61 anos, e Maura Binkley, de 21.

No momento do ataque, 11 pessoas estavam registradas como presentes na aula que era realizada.

VIDA EUA: Como morar barato nos Estados Unidos

VIDA EUA: Os 10 maiores obstáculos para brasileiros que mudam para os Estados Unidos


os mais lidos39 times!

COMPARTILHAR