17 estudantes mortos e 14 feridos por ex-aluno de High-School na Flórida

Por RALF FURTADO.  (Atualizado às 7am)

O atirador foi detido após deixar 17 mortos e 14 feridos dentro de uma High School em Parkland, na Flórida. 

LEIA TAMBÉM: Polícia liberta 13 irmãos que viviam acorrentados pelos pais na Califórnia

LEIA TAMBÉM: Aluno de 15 anos mata 2 e fere 19 em escola nos EUA

LEIA TAMBÉM: Bêbado é preso e diz que viajou no tempo para alertar sobre invasão alienígena

O xerife do condado de Broward, Scott Israel, confirmou que 17 pessoas morreram no ataque a Stoneman Douglas High School que fica na cidade de Parkland, na Flórida.

O atirador foi preso pela polícia após o atentado. (Foto-FoxNews)

Inicialmente o xerife não havia especificado quantas pessoas haviam morrido. Ele apenas afirmou que pelo menos 14 vítimas foram transportadas a dois hospitais da região.

O atirador foi identificado como um ex-aluno da Stoneman Douglas High School. Ele teria 19 anos e agiu sozinho. Um alarme de incêndio foi disparado por volta das 14h30, pouco antes do final das aulas, e os tiros começaram em seguida.

A polícia informou que o atirador identificado como Nikolas Cruz, foi expulso da instituição. Ele usou uma arma AR-15 no crime e vestia uma máscaras de gás sobre o rosto, um chapéu preto e calça e blusa marrons, e tinha vários cartuchos de munição.

Um vídeo publicado nas redes sociais mostra o desespero de alunos durante os tiros que são ouvidos dentro da escola.

Assista ao vídeo:

Imagem do interior da escola mostra uma pessoa caída ao lado de uma mancha de sangue. (Foto-Facebook)

Segundo Israel, 12 pessoas foram mortas dentro da escola; 2 fora do prédio; 1 em uma rua próxima e 2 morreram no hospital.

Um alarme de incêndio foi disparado por volta das 14h30, pouco antes do final das aulas, e os tiros começaram em seguida.

O jornal “Miami Herald” conversou com professores e alunos que conhecem o suposto suspeito e dizem que ele era considerado uma pessoa problemática, que ameaçava colegas e não tinha autorização para entrar no prédio portando mochilas. Segundo o professor de matemática Jim Gard, ele chegou a receber uma solicitação para deixar o local no ano passado.

A estudante Jamie Guttenberg morreu após tiroteio em escola na Flórida – Facebook/Reprodução

A primeira vítima identificada é a estudante Jaime Guttenberg. Antes de ter a morte confirmada, parentes e amigos, preocupados com seu paradeiro, compartilharam imagens dela nas redes sociais, assim como ainda fazem outras famílias desesperadas em busca de respostas. Os pais de Jaime, Fred e Jennifer Guttenberg, afirmaram à mídia local que o outro filho deles, Jesse, chegou em casa em segurança.

VIDA EUA: 3 coisas que se aprende em 5 anos nos Estados Unidos

VIDA EUA: Os 10 maiores obstáculos para brasileiros que mudam para os Estados Unidos

os mais lidos390 times!

COMPARTILHAR